Teresina Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
09/10/2017 - 11:01 hs

Artigo: fisioterapia respiratória infantil

Entenda sobre o assunto em mais um artigo de Luciana Hipólito.

Por Saúde em Dia


Neste artigo vamos falar de algo que está ficando frequente no Brasil, que é a crescente incidência de enfermidades respiratórias infantis. Neste artigo vamos usar referências de duas grandes Instituições de ensino Superior que é a INSPIRAR e a ASSOBRAFIR (Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva) além de experiências minhas ao longo da carreira. A fisioterapia respiratória pode ser preventiva e/ou curativa, e ela é usada tanto em ambiente domiciliar quanto em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Ela tem como função prevenir e/ou restabelecer alterações nas funções cardio-pulmonares decorrentes de doenças agudas ou crônicas.

Para melhor entendimento deste artigo, selecionei apenas uma doença que acomete o trato respiratório que é a pneumonia. A escolha é devido o maior número de atendimentos que já fiz serem de pacientes diagnosticados com ela. A pneumonia é um processo de infecção pulmonar cuja infestação acontece por bactérias do tipo dos pneumococos ou com vírus ou fungos. Durante a infecção as paredes dos alvéolos ficam inflamadas e com edema, e os espaços entre os alvéolos ficam cheios de líquido e os glóbulos sanguíneos. A pneumonia faz com que o oxigênio fique incapaz de atingir o sangue dos pulmões, por causa dos líquidos e células sanguíneas que ficam em muitos alvéolos e por causa do edema que tornam as paredes dos alvéolos que ainda recebem ar muito espessas não sendo capaz de difundir o oxigênio (GUYTON, A. C., 2008).

Segundo a ASSOBRAFIR esse aumento de casos de crianças com pneumonia está ligado em parte à evolução de germes responsáveis pela infecção respiratória e ao predomínio de infecções virais sobre as infecções bacterianas, e a outra parte a um conjunto de fatores ambientais que associam os hábitos de vida e poluição do ar. Devido as particularidades do sistema respiratório e a predisposição genética, as crianças estão sempre susceptíveis a infecções respiratórias como a pneumonia que tem como característica o acúmulo de secreções. Esse acúmulo pode ser classificado como:

·         Pneumonia segmentar: atinge brônquios segmentares específicos;

·         Pneumonia lobar: atinge múltiplas regiões da estrutura com maior comprometimento parenquimatoso;

·         Broncopneumonia: caracteriza-se por infecção nodular na região de brônquios, com grau elevado de morbidade.

As vezes essa pneumonia pode ser associada à ventilação mecânica (PAVM) isso pode acontecer quando a doença surge dentro das 48 a 72 horas após a intubação orotraqueal, e começo da ventilação mecânica. Ela se desenvolve por vários fatores, entre eles os fatores não-alteráveis como: gravidade do paciente; presença de comorbidades (insuficiência renal, diabetes mellitus, insuficiência cardíaca congestiva, asma, neoplasias, entre outros.

O paciente em todos os casos deve ter acompanhamento médico, nutricional, e fisioterapia respiratória. Um dos sintomas do paciente é a falta de apetite o que prejudica a sua reabilitação de seu organismo, pois a criança passa a se alimentar precariamente, nesse casos o nutricionista prescreve uma alimentação mais apetitosa e vitaminas que ele esta necessitando. A participação médica é desde o diagnóstico a alta prescrevendo medicamentos, solicitando exames mais precisos, realizando o acompanhamento de forma integral juntamente com os outros profissionais. E a fisioterapia que realizará técnicas de higiene brônquica, reeducação da função muscular respiratória, reexpansão pulmonar, desobstrução brônquica, desinsuflação pulmonar, manuseio de equipamentos respiratórios essenciais, em casos de pacientes intubados realiza os ajustes da ventilação mecânica, desde a intubação até o desmame, aspiração traqueobrônquica, entre outros

*Luciana Hipólito de Sousa Coêlho é graduada em Fisioterapia com Especialidade em Fisioterapia em Terapia Intensiva -UTI em Fortaleza pela Inspirar com atualização em cardiorespiratório e capacitação em fisioterapia funcional neurológica (estimulação precoce e neuro-infantil) e capacitação em fisioterapia em terapia intensiva e cárdio-respiratória neonatal, infantil, e adulto em Fortaleza. Contato: (86) 3221-9646 /99582-2020 / Atende no centro de saúde & estética São Ponciano

 





Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*